#Filmes: A Vida Secreta de Walter Mitty

  • terça-feira, setembro 27, 2016
  • By Kate Mostachi
  • 3 Comments

Hey peoples! Tudo ok com vocês!?

Ontem assisti um filme com o Lucas (meu namô) que gostei muito e vim aqui indicar pra vocês: A vida secreta de Walter Mitty (The Secret Life of Walter Mitty) de 2013. Sim, é um filme de comédia. Porém, não aquela comédia besteirol, mas sim dramática. Tem ação, aventura, romance. Eu classificaria como um filme Cult até. 


Aí, pedi pro Lucas fazer uma resenha, porque ele sempre se empolga com os filmes e observa ótimos pontos que as vezes eu deixo passar. Sempre digo à ele que é um ótimo crítico de cinema e deveria fazer um blog com o assunto! Mas ele ainda não está tentado pela proposta... Então enquanto isso, ele vai colaborar comigo aqui! Hahaha Segue a resenha, escrita pelo Lucas ❤️.


A vida secreta de Walter Mitty (2013) é dirigida e protagonizada por Ben Stiller que ocupa o papel de Walter Mitty, um gerente de ativos negativos (fotografia) na revista Life, um homem que tem seus gastos controlados numa caderneta e uma vida amorosa resumida a admirar, de longe,sua colega de trabalho, Cheryl (Kristen Wiig). Para "fugir" de sua rotina entediante, Walter têm devaneios com aventuras fantásticas constantemente. É um sonhador.



A trama do filme se inicia no momento em que a revista LIFE começa sua mudança, pelas mãos do gerente corporativo de transição, Ted Hendricks (Adam Scott) de revista impressa para online, tornando a próxima (e última) revista impressa extremamente significativa. Temos Sean Penn no papel de Sean O'Connell, um fotojornalista conceituado e old-school (hipster, pelo conceito atual). Estando a par das mudanças na revista, Sean envia seu último rolo p/ Walter, sugerindo como capa o negativo 25, a foto que carregaria a essencia da revista Life: 

"Para ver o mundo e as coisas perigosas que estão por vir,
Para ver além das paredes e chegar mais perto,
Para encontrar o outro e sentir.
Esse é o propósito da vida."  
- Lema da Life, e de nosso protagonista



Obviamente, que para a (falta de) sorte do nosso protagonista, o negativo não está lá, levando Walter a uma busca por Sean (um fotógrafo que em plena era dos smartphones não possui um celular e nem e-mail) baseando-se nos possíveis locais onde o fotojornalista poderia ser encontrado.


É neste momento do filme em que se inicia a quebra do personagem de Ben Stiller, onde suas aventuras imaginarias vão perdendo espaço ante as reais aventuras, (numa lista de feitos que deixaria qualquer mochileiro de boca aberta) deixando seu consultor do eHarmormy (Patton Oswald) estonteado. Desde os trajes de Walter, que só usava tons neutros (branco) e aparecia com cores mais quentes (tanto no vestuário, quanto na paleta de cor das cenas) em seus sonhos acordados, à usar tons quentes (principalmente vermelho) constantemente, de maneira que as vestes do protagonista se alteram de um terno sem graça até chegar num traje completo de alpinista. 





Até a trilha sonora, ausente nos momentos iniciais do filmes e extremamente empolgante e cativante no final, passa por mudanças drásticas. A escolha da trilha é ótima, num primeiro momento temos as primeiras estrofes da reflexiva e um tanto quanto melódica "Space Oddity" de David Bowie, parte onde Major Tom, deve juntar coragem para sair de sua capsula espacial para o espaço. Com o decorrer do filme passamos para a crescente "Dirty Paws" de Of Monsters and Men, que assim como o personagem, começa com uma batida leve e chega num ritmo empolgante! A fotografia do filme também muda, começamos com cenas minimalistas e simétricas e chegamos a takes abertos que são de tirar o folego.  




Em conclusão, Walter Mitty passa por uma "jornada do herói" (tema para um próximo post) como não vemos nos grandes blockbusters. Seu chamado para a aventura começa com um problema simples, ele não é motivado por honra ou desejo por glória, é simplesmente como se algo estalasse no protagonista, como se a mente de Walter tivesse se cansado de viver nos devaneios. Sua jornada é inspiradora, nos revela algo que todos nós estamos aptos a fazer: quebrar a rotina.


Vale à pena conferir!

E pesquisando mais sobre o filme, achei umas curiosidades bem interessantes no Adoro Cinema, que você pode conferir clicando aqui. Listei algumas abaixo:

Curiosidades sobre o filme e sua filmagem:

# 1. O filme trata-se de uma refilmagem  de "O Homem de 8 vidas" (1947)

# 2. Samuel Goldwyn Jr., produtor de A Vida Secreta de Walter Mitty, é filho do lendário Samuel Goldwyn, que realizou O Homem de 8 Vidas.

# 3. Jim Carrey foi cotado como primeiro protagonista, em 1994.

# 4. O filme passou por várias produtoras cinematográficas, até chegar ao seu fim, dentre elas: New Line Cinema, Dreamworks, Paramount e Fox.

# 5. O filme ficou parado por mais de décadas e chegaram à 6 tentativas de filmagens! Somente na sétima realmente deu certo.

# 6. Finalmente, em abril de 2011 foi anunciado que Ben Stiller seria o protagonista de A Vida Secreta de Walter Mitty. Em julho do mesmo ano ficou definido que ele seria também o diretor do filme.

E é isso! Me contem nos comentários o que acharam! 
See ya!

You Might Also Like

3 comentários

  1. Excelente resenha Lucas. A Kate tem razão, queremos um seu blog com reviews de filmes ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Né!? Viu Lucas!! Pode fazer o blog! Hahahaha <3

      Excluir
  2. Adorei a resenha Rossini! Mais resenhas e na espera sobre a Jornada do Herói... :D
    Finoto passando aqui...

    ResponderExcluir